Dicas básicas de treinamento de cães para domesticá-lo

Todos os donos de cães deveriam conhecer alguns treinamento básico para cães métodos, pois esses aspectos serão muito úteis no dia a dia para treinar seu cão em diversas técnicas básicas e úteis de obediência canina, desenvolvendo resultados desejáveis e incentivando um comportamento excelente em seu cão.
Dificuldade do comando
Sempre comece a ensinar ao seu filhote ou cachorro os comandos mais fáceis possíveis, para que os difíceis sejam mais fáceis de aprender posteriormente
Os 12 comandos básicos de treinamento de cães mais importantes para qualquer dono de cão são:
Vir
• Sentar
• Ficar
• Espere
• Abaixo
• Ficar
• OK
• Não
• Desligado
• Deixar
• Largue
• Salto
Consistência dos comandos

Os métodos básicos de adestramento canino podem ser ensinados de forma eficiente e eficaz, repetindo os mesmos comandos, apontando a ação desejada, reforçando o bom comportamento e mantendo a atenção do seu animal de estimação. Você deve fazer isso muitas vezes durante o dia, inclusive durante as brincadeiras e enquanto passeia com o cachorro. Um tom animado deve ser usado para encorajar o bom comportamento e uma voz severa para comportamento incorreto.

Cronometrando o treinamento do seu cão
Os cães respondem melhor a comandos curtos e nítidos, portanto os momentos de treinamento com seu cão devem ser curtos, intensos e interessantes para que não perca a atenção, o interesse e a capacidade de responder às demandas.
Elogie e recompense seu cachorro
Sempre elogie e recompense seu cão no momento em que ele responder aos seus comandos. As recompensas podem ser representadas por momentos de brincadeira ou comida para que o processo de aprendizagem seja melhorado gradativamente.
Evite ceder ao seu animal de estimação todos os desejos
Exerça sempre primeiro a disciplina e depois o carinho. Nunca dê recompensas só porque seu cão lhe dá um olhar de pena ou de graça, mas apenas quando ele ou ela executa um comportamento correto. Depois que seu cão aprender seus comandos e sinais manuais, comece a dar recompensas menores.

10 Estratégias Simples Para Tornar Seu Cão +Obediente

1 – Como socializar o seu cão com outras pessoas
Uma das habilidades mais importantes que você pode ensinar ao seu cão é como se relacionar bem com outras pessoas. Um cão socializado é mais confiante, amigável e menos propenso a desenvolver medos ou agressividade.
Para socializar o seu cão, você deve expô-lo a diferentes tipos de pessoas, desde crianças até idosos, de diferentes raças, gêneros e aparências. Você deve fazer isso de forma gradual e positiva, recompensando o seu cão por comportamentos calmos e curiosos. Evite forçar o seu cão a interagir com pessoas que ele não gosta ou que o assustam.
Em vez disso, deixe-o se aproximar no seu próprio ritmo e dê-lhe espaço para se afastar se ele quiser.
2 – Como estimular o seu cão mentalmente e fisicamente
Os cães são animais inteligentes e ativos que precisam de desafios e exercícios para se manterem saudáveis e felizes. Se o seu cão ficar entediado ou sem energia, ele pode desenvolver problemas comportamentais como latir, cavar, mastigar ou fugir.
Para evitar isso, você deve proporcionar ao seu cão oportunidades de explorar novos ambientes e experiências, que podem estimular os seus sentidos e a sua mente. Por exemplo, você pode levá-lo a diferentes parques, trilhas ou praias, onde ele pode ver, cheirar e ouvir coisas novas.
Você também pode brincar com ele com diferentes brinquedos, jogos ou quebra-cabeças, que podem testar a sua inteligência e habilidades. Além disso, você deve garantir que o seu cão tenha uma rotina diária de exercícios físicos adequados à sua idade, raça e saúde.
Você pode caminhar, correr, nadar ou brincar de buscar com ele, dependendo do que ele gosta e pode fazer.
3 – Por que alimentar o seu cão manualmente é uma boa ideia
Uma forma simples e eficaz de melhorar o vínculo entre você e o seu cão é alimentá-lo manualmente. Isso significa dar a ele a sua comida na sua mão ou em um brinquedo interativo, em vez de colocá-la em uma tigela.
Alimentar o seu cão manualmente tem vários benefícios: primeiro, ele aprende a associar as suas mãos com coisas boas, o que pode aumentar a sua confiança e reduzir a sua ansiedade. Segundo, ele aprende a controlar os seus impulsos e a esperar pela sua permissão para comer, o que pode melhorar a sua obediência e prevenir problemas de possessividade ou agressividade com a comida.
Terceiro, ele tem uma experiência mais divertida e satisfatória com a comida, o que pode melhorar o seu apetite e a sua saúde.
4 – Como escolher o melhor ambiente para treinar o seu cão
O ambiente em que você treina o seu cão pode influenciar muito o seu sucesso e o seu progresso. Um bom ambiente de treinamento deve ser seguro, confortável e livre de distrações para o seu cão.
Por isso, é recomendável que você comece o treinamento do seu cão dentro da casa onde ele mora. Lá, ele se sente mais relaxado e familiarizado com os objetos e os sons ao seu redor. Você também pode controlar melhor os estímulos externos que podem desviar a atenção do seu cão, como outros animais, pessoas ou ruídos.
Depois que o seu cão dominar os comandos básicos dentro de casa, você pode gradualmente levá-lo para fora e treiná-lo em diferentes locais e situações. Isso vai ajudá-lo a generalizar o que ele aprendeu e a obedecer em qualquer lugar.
5 – Como ensinar o seu cão passo a passo
Um dos princípios do treinamento canino é dividir as lições em pequenos passos fáceis de seguir. Isso facilita o aprendizado do seu cão e evita que ele fique confuso ou frustrado.
Para ensinar o seu cão passo a passo, você deve primeiro definir o que você quer que ele faça e como você vai recompensá-lo por isso. Em seguida, você deve mostrar ao seu cão o que você espera dele, usando gestos, palavras ou petiscos para guiá-lo. Depois, você deve praticar com ele até que ele execute o comportamento de forma consistente e correta.
Por fim, você deve aumentar gradualmente a dificuldade do exercício, adicionando mais duração, distância ou distração. Lembre-se de sempre elogiar e recompensar o seu cão por cada passo bem-sucedido e de corrigir gentilmente os erros.
6 – Como usar palavras e comandos consistentes com o seu cão
A comunicação é a chave para um bom relacionamento entre você e o seu cão. Para que o seu cão entenda o que você quer dele, você deve usar palavras e comandos claros e consistentes.
Isso significa que você deve escolher uma palavra ou frase específica para cada comportamento que você quer ensinar ao seu cão e usá-la sempre da mesma forma e no mesmo tom de voz. Por exemplo, se você quer que o seu cão sente, você pode usar a palavra “senta” ou “sit” e pronunciá-la com firmeza e alegria.
Você não deve mudar a palavra ou o tom de voz a cada vez que você der o comando, pois isso pode confundir o seu cão e fazer com que ele não responda.
Você também deve evitar usar palavras comuns ou ambíguas, como “não”, “aqui” ou “vem”, pois elas podem ter vários significados para o seu cão.
7 – Qual é a melhor hora para treinar o seu cão
A hora em que você treina o seu cão pode afetar o seu desempenho e a sua motivação. Uma boa hora para treinar o seu cão é antes de cada refeição. Isso porque o seu cão está com fome e vai se interessar mais pelas recompensas alimentares que você oferece.
As recompensas alimentares são uma forma eficiente de ensinar novos comportamentos ao seu cão, pois eles criam uma associação positiva entre o que ele faz e o que ele ganha. Além disso, treinar o seu cão antes de cada refeição pode ajudá-lo a regular o seu apetite e a prevenir problemas de obesidade ou indigestão.
No entanto, você não deve usar apenas recompensas alimentares para treinar o seu cão. Você também deve equilibrar as suas recompensas com elogios e carinhos, para que o seu cão não dependa apenas da comida para obedecer.
Você também deve variar as recompensas que você dá ao seu cão, para mantê-lo surpreso e interessado.
8 – Como oferecer recompensas ao seu cão
As recompensas são uma ferramenta essencial para treinar o seu cão de forma positiva e efetiva. As recompensas podem ser qualquer coisa que o seu cão goste ou valorize, como comida, brinquedos, atenção ou carinho.
O importante é que as recompensas sejam adequadas ao comportamento que você quer reforçar e ao temperamento do seu cão. Para oferecer recompensas ao seu cão, você deve seguir algumas dicas: primeiro, você deve dar a recompensa imediatamente após o seu cão fazer o que você pediu, para que ele saiba exatamente pelo que está sendo recompensado.
Segundo, você deve dar a recompensa de forma entusiasmada e elogiosa, para que o seu cão se sinta orgulhoso e feliz. Terceiro, você deve dar a recompensa de forma aleatória e variada, para que o seu cão não se acostume ou se entedie com ela.
9 – Como repreender e punir o seu cão
A repreensão e a punição são formas negativas de treinar o seu cão, que podem causar mais mal do que bem. A repreensão é quando você usa uma voz severa ou um som desagradável para mostrar ao seu cão que ele fez algo errado.
A punição é quando você usa uma correção físicaou uma ação dolorosa ou assustadora para fazer o seu cão parar de fazer algo. Ambas as formas podem ter efeitos negativos no seu cão, como medo, estresse, ansiedade, agressividade ou desconfiança. Por isso, é melhor evitar repreender ou punir o seu cão e usar métodos mais positivos e humanos para corrigir os seus comportamentos indesejados.
Algumas alternativas são: ignorar o seu cão quando ele fizer algo errado, interromper o seu cão com um som neutro ou um comando, redirecionar o seu cão para uma atividade mais adequada ou recompensar o seu cão quando ele fizer algo certo.
10 – Como planejar as sessões de treinamento do seu cão
As sessões de treinamento são momentos especiais que você dedica para ensinar novas habilidades ou reforçar as existentes ao seu cão. Para que as sessões de treinamento sejam eficientes e divertidas, você deve planejá-las com antecedência e seguir algumas orientações:
Primeiro, você deve escolher um horário e um local adequados para treinar o seu cão, levando em conta as suas necessidades e preferências.
Segundo, você deve definir um objetivo claro e realista para cada sessão de treinamento, focando em um comportamento específico que você quer ensinar ou melhorar. Terceiro, você deve preparar os materiais necessários para o treinamento, como recompensas, brinquedos, coleira ou clicker.
Quarto, você deve treinar o seu cão em sessões curtas e frequentes, de no máximo dez minutos cada uma, para evitar que ele se canse ou se distraia. Quinto, você deve terminar cada sessão de treinamento com uma nota positiva, elogiando e recompensando o seu cão pelo seu esforço e progresso.

Entenda o que seu cachorro pensa?

Seu cachorro tem algo a dizer: descubra o que ele quer comunicar com seus comportamentos.  Você já se perguntou “o que meu cachorro estava pensando?”

Às vezes, os cães fazem coisas que parecem muito estranhas, mas quando você entende melhor, não precisa se perguntar tanto. A seguir, alguns passos rápidos para se comunicar melhor com seus cães e entender o que eles querem dizer com suas ações:

Como acariciar seu cachorro da maneira certa

 Um cachorro percebe o contínuo afago na cabeça como um sinal de dominação, não de afeto. Também não é uma sensação boa. Os cães preferem ser acariciados, especialmente no lado do rosto, sob o queixo ou na frente do peito. Eles também gostam de ter seus traseiros coçados.

 Essas áreas são mais sensíveis e agradáveis para eles, e também transmitem uma mensagem de respeito e carinho. Quando você acaricia seu cachorro nessas partes, você está reforçando o vínculo entre vocês e mostrando que você é um amigo confiável.

Por que seu cachorro raspa o chão depois de fazer suas necessidades

Um cachorro fazendo isso está na verdade se envolvendo em um tipo de comportamento de marcação para anunciar sua presença – o oposto de tentar encobrir a “evidência”. Os cães têm glândulas nas patas que liberam um odor que pode ser detectado por outros cães.

Ao raspar o chão, eles estão espalhando esse cheiro e deixando uma marca visual que diz “eu estive aqui”. Esse comportamento é mais comum em machos, mas também pode ocorrer em fêmeas. É uma forma de demarcar território e comunicar informações sobre si mesmo, como idade, sexo e estado reprodutivo.

Por que seu cachorro come fezes

Este comportamento é comumente exibido por filhotes. É um comportamento típico da espécie. Não há nada de prejudicial nisso para um filhote, que provavelmente vai superar o comportamento até completar um ano de idade. Mas se você achar isso muito objetável, simplesmente negue o acesso.

Existem várias teorias sobre por que os cães comem fezes, mas nenhuma delas é totalmente comprovada. Algumas possibilidades são: imitar a mãe, que limpa as fezes dos filhotes; curiosidade; tédio; fome; deficiência nutricional; problemas digestivos; ou simplesmente porque gostam do sabor.

Por que seu cachorro come grama

Algumas pessoas acreditam que os cães comem grama para se fazerem vomitar quando têm dor de estômago; para se automedicar. Algumas acreditam que os cães simplesmente gostam de comer grama e depois vomitam quando comem demais. Ambas as crenças têm seu lugar.

Diferentes cães têm diferentes padrões de comer grama. Nenhum deles é prejudicial, então não se preocupe se seu cachorro vomitar depois de beliscar a grama. Comer grama pode ser uma forma de complementar a dieta, limpar o intestino, aliviar o estresse ou satisfazer um instinto ancestral.

Por que seu cachorro cheira por muito tempo antes de urinar

Para um cachorro, urinar é um processo de eliminação e uma forma de comunicação. Então, um cachorro tem que tomar conhecimento das várias notificações olfativas deixadas por outros cães antes de deixar uma mensagem própria. Ele pode até querer ter certeza de que nenhum outro filhote urinou antes no lugar que ele está considerando.

Assim, pode levar algum tempo, então seja paciente. Urinar é uma forma de os cães interagirem socialmente e trocarem informações sobre si mesmos e sobre o ambiente. É como se eles estivessem lendo um jornal ou atualizando suas redes sociais.

Por que seu cachorro cheira as partes traseiras de outros cães

Se cheirar fosse ver, os humanos seriam considerados legalmente cegos pelos que estão no mundo canino. Feromônios gerados pelas glândulas ao redor do ânus de um cachorro permitem que outro cachorro saiba a identidade de outro cachorro.

Esses feromônios contêm informações sobre o nome, a idade, o sexo, o estado de saúde, o humor e o status reprodutivo do cachorro. Cheirar as partes traseiras de outros cães é uma forma de cumprimentar, conhecer e reconhecer. É um comportamento natural e educado entre os cães, e não deve ser reprimido.

7 Dicas Simples Sobre comportamento canino

Eu posso tentar ajudá-lo a desenvolver melhor o seu texto, acrescentando mais informações em cada tópico. Aqui estão algumas sugestões de novos títulos e textos para cada um dos sete tópicos sobre problemas de comportamento canino:

  1. Como reduzir os latidos excessivos do seu cão
    Os latidos são uma forma de comunicação dos cães, mas podem se tornar um problema quando são frequentes e incomodam as pessoas. Para reduzir os latidos excessivos do seu cão, você deve identificar a causa do comportamento, que pode ser tédio, ansiedade, medo, excitação ou defesa territorial.
    Em seguida, você deve oferecer ao seu cão formas alternativas de expressar suas necessidades e emoções, como brincadeiras, exercícios, enriquecimento ambiental e socialização. Você também deve ensinar ao seu cão os comandos de latir e silêncio, usando recompensas e elogios quando ele obedecer.
    Evite gritar, bater ou castigar o seu cão por latir, pois isso pode piorar a situação.
  2. Como prevenir e corrigir a mastigação destrutiva do seu cão
    A mastigação é um comportamento natural e saudável para os cães, pois ajuda a limpar os dentes, aliviar o estresse e satisfazer a curiosidade. No entanto, se o seu cão mastigar objetos inadequados, como móveis, sapatos ou roupas, ele pode causar danos materiais e até se machucar.
    Para prevenir e corrigir a mastigação destrutiva do seu cão, você deve fornecer a ele brinquedos adequados para roer, que sejam resistentes, seguros e atraentes. Você também deve supervisionar o seu cão e restringir o acesso dele aos objetos proibidos.
    Se você flagrar o seu cão mastigando algo errado, interrompa-o com um som alto e distraia-o com um brinquedo adequado. Em seguida, elogie-o e recompense-o por mastigar o brinquedo certo.
  3. Como controlar o instinto de escavar do seu cão
    Escavar é um comportamento instintivo dos cães, que pode ter várias motivações, como buscar comida, água, abrigo, diversão ou atenção. Escavar também pode ser um sinal de falta de exercício ou estimulação mental.
    Para controlar o instinto de escavar do seu cão, você deve oferecer a ele atividades que gastem sua energia física e mental, como passeios, jogos e treinos. Você também deve evitar deixar o seu cão sozinho no quintal por muito tempo ou sem supervisão.
    Se escavar for inevitável, você pode designar uma área específica para o seu cão escavar livremente, como uma caixa de areia ou um canteiro de terra. Você deve ensinar ao seu cão a diferença entre os locais permitidos e proibidos para escavar, usando recompensas e correções verbais.
  4. Como evitar que o seu cão persiga coisas em movimento
    O desejo de perseguir coisas em movimento é uma manifestação do instinto predatório dos cães, que pode ser desencadeado por animais, pessoas ou carros. Esse comportamento pode ser perigoso tanto para o cão quanto para o alvo da perseguição.
    Para evitar que o seu cão persiga coisas em movimento, você deve mantê-lo sempre na coleira quando estiver fora de casa ou em locais não cercados. Você também deve treinar o seu cão para obedecer aos comandos de parar, ficar e vir quando chamado.
    Além disso, você deve proporcionar ao seu cão outras formas de satisfazer sua necessidade de caça e movimento, como brinquedos interativos, jogos de busca ou esportes caninos.
  5. Como ensinar o seu cão a não pular nas pessoas
    Um cão que pula nas pessoas pode ser irritante e até perigoso, especialmente se for grande ou pesado. Pular é geralmente um comportamento de busca de atenção ou de saudação efusiva. Para ensinar o seu cão a não pular nas pessoas, você deve ignorá-lo sempre que ele fizer isso, virando-se ou afastando-se dele.
    Você não deve olhar, falar ou tocar no seu cão quando ele pular, pois isso pode ser interpretado como um incentivo. Você deve esperar que ele se acalme e fique com as quatro patas no chão, e então recompensá-lo com atenção, carinho ou petiscos.
    Você também deve ensinar ao seu cão o comando de sentar e usá-lo sempre que for cumprimentá-lo ou apresentá-lo a alguém.
  6. Como evitar que o seu cão morda ou mordisque as pessoas
    Os filhotes mordem e mordiscam as pessoas como forma de explorar o ambiente e aprender seu lugar na matilha. Esse comportamento deve ser corrigido desde cedo, pois pode se tornar um problema na fase adulta.
    Para evitar que o seu cão morda ou mordisque as pessoas, você deve ensiná-lo a controlar a força da mordida, usando um som de dor e interrompendo a brincadeira sempre que ele morder com muita força.
    Você também deve oferecer ao seu cão brinquedos adequados para ele morder, e desviar a atenção dele para esses objetos quando ele tentar morder as pessoas. Além disso, você deve socializar o seu cão com outros cães e pessoas, para que ele aprenda a se comunicar e a se comportar adequadamente.
  7. Como lidar com a agressividade do seu cão
    A agressividade do cão é caracterizada por rosnar, mostrar os dentes, atacar e morder. A agressividade pode ter várias causas, como medo, dor, territorialidade, dominância ou possessividade. A agressividade do cão é um problema sério, que pode colocar em risco a segurança do próprio cão e das pessoas ao seu redor.
    Para lidar com a agressividade do seu cão, você deve consultar o seu veterinário para descartar possíveis problemas de saúde que possam estar afetando o comportamento do seu cão. Você também deve procurar a ajuda de um treinador de cães experiente ou de um especialista em comportamento animal, que possa avaliar o caso do seu cão e indicar as melhores formas de tratamento.
    Você deve evitar situações que possam desencadear a agressividade do seu cão, como confrontos com outros animais ou pessoas desconhecidas. Você também deve usar equipamentos de segurança adequados, como coleira, focinheira ou guia curta, quando for sair com o seu cão.